NOVO TRABALHO

By 20 de novembro de 2018Notícia

OOP SE JUNTA A RENOMES DA MPB

A Orquestra Ouro Preto é conhecida em todo o Brasil, e também fora do país, pela sua versatilidade e excelência, marca registrada da formação orquestral mineira. E mais um capítulo dessa vitoriosa história acontecerá no dia 24 de novembro, sábado, às 20h30, no Grande Teatro do Sesc Palladium (R. Rio de Janeiro, 1046, Centro), quando a Orquestra Ouro Preto subirá ao palco acompanhada do cantor IvanLins e do pianista e arranjador Gilson Peranzzetta, dois nomes consagrados da música brasileira.

Os grandes sucessos do cantor carioca, um dos mais conceituados e respeitados nomes da MPB, ganharão arranjos assinados por Gilson Peranzzetta e Mateus Freire, sob a regência e direção artística do maestro Rodrigo Toffolo. “Está na nossa essência tornar a música erudita acessível e interessante ao público. O experimentalismo e a busca pelo novo nos movem. Queremos desmistificar o estilo, tornando-o atraente aos ouvidos de todos. Valencianas, nosso projeto com o Alceu Valença, é vitorioso e um sucesso de público. E temos certeza que esse novo projeto com o Ivan Lins também será bem recebido pelo público”, ressalta Rodrigo Toffolo, regente titular e diretor artístico da Orquestra Ouro Preto.

A parceria de Ivan Lins e Gilson Peranzetta é de longa data. Os dois trabalharam juntos por mais de 10 anos antes de seguirem em carreira solo. Em um encontro informal – uma festa de aniversário – os dois combinaram de relembrar os velhos tempos e gravar um disco juntos. Marcos Souza, filho de Chico Mário, sugeriu a ideia de incluir a Orquestra, como conta Gilson. “O Marcos Souza teve essa ideia de fazer um disco com essa orquestra maravilhosa que é a Orquestra Ouro Preto. Então o maestro esteve aqui em casa, fizemos uma reunião para preparar o disco e escolher repertório. Para mim, é uma “hemorragia de satisfação”, não é nem prazer. Já tinha tocado com eles, é linda mesmo. Adoro a regência do Rodrigo Tóffollo. Nós estamos em uma felicidade incrível de poder participar dessa ideia”.

Ivan Lins a conheceu a Orquestra a menos tempo, mas ficou igualmente encantado e agora, ansioso pela apresentação. “Eu tive a oportunidade de conhecer a Orquestra Ouro Preto durante um encontro do Musimagem em Belo Horizonte. Foi uma experiência muito bonita, tive a oportunidade de ver, junto com o Gilson Peranzzetta, que é um grande amigo meu. Nós programamos para fazer um concerto com a Orquestra que tive essa oportunidade de conhece-la exatamente nesse encontro, que foi surpreendente. Eu estou realmente assim, bastante confiante e bastante excitado para começar esse concerto, porque eu acho que vai ser um concerto lindíssimo”.

Os ingressos estão esgotados.

OOP

About OOP

Leave a Reply

Share This