Tag

belo horizonte

Orquestra Ouro Preto encerra 2015 com Auto de Natal no Sesc Palladium

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Apresentação marca a última edição do ano da Série Domingos Clássicos.

A última edição do ano da Série Domingos Clássicos oferece ao público oportunidade única de celebrar o Natal. A Orquestra Ouro Preto, regida pelo Maestro Rodrigo Toffolo, une música e teatro, em uma apresentação que resgata o sentimento de compaixão e solidariedade inerentes à época. No Auto de Natal, os bonecos Tatá e Lili juntam-se à Orquestra, em um mundo de sonho e imaginação, ao interagirem com o público por meio de brincadeiras diversas. No repertório, canções natalinas como Jingle Bells, So This is Christmas, Boas Festas, Noite Feliz e Meu Sapatinho.

O evento será no dia 20 de dezembro, às 11h, com ingressos esgotados, no Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte. A procura foi tão grande que o centro cultural e a orquestra realizarão mais uma sessão, às 13h. Os ingressos custam R$5 (inteira), R$2,50 (meia) e os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor da inteira.

A Série Domingos Clássicos teve início em abril de 2015, compreendendo, de forma didática, o universo da música erudita. No decorrer do ano, nove apresentações, sempre no segundo domingo do mês, democratizaram o acesso ao universo da música de concerto. A iniciativa é uma realização do Sesc, através de parceria entre a Orquestra Ouro Preto e o Sesc Palladium, com curadoria do maestro Rodrigo Toffolo, do produtor e consultor executivo Marcos Souza e produção do Atelier Cultural e do Instituto Ouro Preto.

 

Os ingressos para a segunda sessão podem ser adquiridos na bilheteria do Sesc Palladium ou no site ingresso.com. Informações: goo.gl/d3hH01

Orquestra Ouro Preto lança Concertos para Cordas – Antonio Vivaldi

Por | Sem categoria | 1 Comentário

Registro inédito no Brasil, disco contempla nove concertos para orquestra de cordas assinados pelo compositor italiano.

A Orquestra Ouro Preto lança no próximo dia 31 de Outubro, o disco Concertos para Cordas – com obras de Antonio Vivaldi, em apresentação no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, em Belo Horizonte. A gravação privilegia capítulo importante na vida do compositor italiano, referência maior do período Barroco tardio, em um registro inédito no Brasil.

Formado por nove concertos para cordas, com três movimentos, seguindo a organização rápido – lento – rápido, sem a presença de solistas, Concertos para Cordas remete ao trabalho de Antonio Vivaldi (1678 – 1741) na “Ospedalle dela Pietá”, em Veneza, convento, orfanato e famosa escola de música do século XVIII, pelo alto nível de educação musical destinado às suas internas. Grande parte da obra musical de Vivaldi foi escrita para essa instituição, consolidando a reputação do italiano como músico, maestro e compositor.

A gravação registra performance de excelência da Orquestra Ouro Preto. Abre o disco o Concerto em Lá Maior, RV 158, um dos mais conhecidos. Destaque também para a famosa “Alla Rústica”, Concerto em Sol Maior, RV 151 e o Concerto em Dó menor , RV 119, onde Vivaldi expressa sua virtude no uso do contraponto.

Com direção artística do maestro Rodrigo Toffolo, regente titular da Orquestra Ouro Preto, o disco foi gravado na Capela de São José dos Homens Pardos e Bem Casados, na cidade de Ouro Preto, dada sua acústica privilegiada, com uma reverberação natural. A produção de gravação, edição, mixagem e masterização ficou a cargo do Engenheiro de Som Ulrich Schneider, com passagens por grandes orquestras mundiais.

De acordo com o compositor, musicólogo e maestro brasileiro Ernani Aguiar, a Orquestra Ouro Preto e seu maestro Rodrigo Toffolo “nos apresenta uma versão dinâmica, vigorosa e cheia de força, não permitindo que o interesse do ouvinte diminua em nenhum instante”.

O disco estará disponível para venda aqui, em nosso site, a partir do dia 31 de Outubro.

 

Orquestra Ouro Preto e Nelson Ayres fazem apresentação em Ouro Preto

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Concertos marcam a reinauguração da Casa da Ópera – Teatro Municipal

A Orquestra Ouro Preto realiza concertos em Ouro Preto, nos dias 22 e 23 de Outubro, no Teatro Municipal – Casa da Opera, na reinauguração do histórico teatro, convidando o pianista e arranjador Nelson Ayres. As apresentações serão às 20h30. Informações de retirada de ingressos no Departamento de Promoção Cultural da Prefeitura Municipal de Ouro Preto, pelo 3559 – 3256.

Reconhecido como uma das personalidades mais importantes da música instrumental brasileira contemporânea, o compositor, regente e pianista Nelson Ayres tem seu nome ligado a trabalhos de grandes referências da música popular brasileira e mundial, como Benny Carter, Dizzie Gilespie, Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Edu Lobo, Gal Costa, Milton Nascimento, Ron Carter e Airto Moreira.

O repertório conta com músicas assinadas por Nelson como Vitor, Perto do Coração, Veranico de Maio e Cidade Encantada, passando por Villa-Lobos, Ernesto Nazareth e Piazzolla, abrangendo também a obra de Tom Jobim, Edu Lobo e Chico Buarque, em arranjos inéditos, especialmente escritos para esse encontro especial.

A apresentação une a excelência e versatilidade da Orquestra Ouro Preto, ao legado musical de Nelson Ayres, em um concerto para piano e orquestra de cordas, propondo o transito entre os universos da música popular e erudita, combinação marcante na biografia da formação mineira e do pianista paulista.

 

SOBRE NELSON AYRES

Foi maestro da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, e o principal responsável por seu enorme sucesso. Tem regido frequentemente outras orquestras no Brasil e no exterior, incluindo a prestigiosa Orquestra Filarmônica de Israel.

Como pianista, pode ser encontrado liderando o Nelson Ayres Trio, dividindo o palco com Monica Salmaso, ou continuando a trajetória que vem desde 1978 do prestigioso quinteto instrumental Pau Brasil. Com o CD Villa Lobos Superstar o grupo conquistou os títulos de Melhor CD e Melhor Grupo Instrumental no Prêmio da Música Brasileira 2013.

Tocou e gravou com Benny Carter, Dizzy Gillespie, Toots Thielemans Airto Moreira e Flora Purim, Ron Carter, Walter Booker, Vinícius de Moraes, Chico Buarque, Edu Lobo, Simone, Nana e Dori Caymmi, Milton Nascimento, Gal Costa e muitos outros grandes nomes do jazz e MPB. Com César Camargo Mariano, estrelou em 1984 o espetáculo Prisma, primeiro show brasileiro a usar intensivamente recursos de computação aliados a instrumentos eletrônicos.

Foi comissionado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, para compor seu Concerto para Percussão e Orquestra, indicado para o Grammy Latino 2011 como melhor CD de música clássica. Seus CDs Perto do Coração, Mantiqueira e Paixão são considerados grandes clássicos da música instrumental brasileira, merecendo extensos elogios da crítica.

 

 

 

Orquestra Ouro Preto apresenta agenda de concertos de fim de ano, anunciando 11ª edição do projeto Orquestra nos Distritos

Por | Sem categoria | Sem Comentários

 

A Orquestra Ouro Preto está com a agenda cheia. Até o final do ano, o grupo regido pelo Maestro Rodrigo Toffolo realiza quase quarenta concertos, integrando as comemorações de seus 15 anos de atividades ininterruptas.

O primeiro compromisso tem início já neste final de semana, com a 11ª edição da Série Orquestra nos Distritos. No sábado, dia 17 de outubro, Santo Antônio do Salto (Igreja de Santo Antônio, às 16h) e Lavras Novas (Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, às 20h) recebem concertos do tradicional projeto que há mais de dez anos vem descentralizando o acesso à arte nos distritos do município de Ouro Preto. Já no domingo, dia 18 de outubro, é a vez de Santo Antônio do Leite (Igreja de Santo Antônio, às 17h) e Cachoeira do Campo (Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, às 20h) receberem concertos gratuitos da Orquestra Ouro Preto.

No repertório, a Orquestra presta homenagem à sétima arte, contando parte da história do cinema através da música. O público terá a oportunidade de conferir versões orquestrais de temas clássicos de filmes como A Noviça Rebelde, Casa Blanca, Cinema Paradiso, O Carteiro e o Poeta e Charles Chaplin. O repertório aborda também o cinema e a dramaturgia nacional, apresentando temas de filmes como Central do Brasil, do documentário Irmãos de Sangue e da novela Meu Pedacinho de Chão. E, para os gamemaníacos, apresenta o tema do jogo de RPG on-line Sanctuary/Black Edition.

“É com muita alegria que, pelo 11º ano consecutivo, damos início à mais uma edição do projeto Orquestra nos Distritos, Preparamos um repertório especial, com músicas de cinema que tenho certeza que vão agradar ao público que tiver a oportunidade de conferir as apresentações. Aproveitando, convido todos os moradores dos distritos e a população de Ouro Preto a comparecerem ao concerto, a cantar e se emocionar com a gente”, comenta o Maestro Rodrigo Toffolo.

Nos demais distritos, a Orquestra Ouro Preto retorna no mês de novembro, com concertos didáticos nas escolas das redes públicas de ensino. O projeto conta com patrocínio da Gerdau, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, Prefeitura Municipal de Ouro Preto e Petrobras.

 

Por Saulo Rios

 

Orquestra Ouro Preto comemora dia das crianças com concertos em Belo Horizonte

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Celebrando o dia das crianças, a Orquestra Ouro Preto homenageia o público infantil com o espetáculo Cantigas de Bem Querer, em dois concertos em Belo Horizonte. O primeiro será realizado no dia 11 de outubro, às 11h, pela série Domingos Clássicos, parceria entre a OOP e o Sesc Palladium. Já no dia 15, a apresentação será no MM Gerdau, Museu das Minas e do Metal, às 19h.

Cantigas de Bem Querer é um espetáculo cênico-musical criado pela Orquestra Ouro Preto, buscando resgatar o caráter lúdico das cantigas de roda. No repertório músicas como O Cravo Brigou com a Rosa, Terezinha de Jesus, Cai-Cai Balão, entre outras do cancioneiro popular brasileiro, todas elas arranjadas pelo maestro alemão, radicado no Brasil, Ernst Mahle.

Sob regência do Maestro Rodrigo Toffolo, o concerto conta com a participação de dois personagens curiosos: Lili, uma boneca de pano e Tatá, um boneco de madeira. Em um belo dia, a dupla se depara com o concerto da Orquestra Ouro Preto e, embalados pelas cantigas, interagem com o público por meio de brincadeiras e cenas diversas. O espetáculo é uma deliciosa viagem pelas raízes das brincadeiras e músicas populares do Brasil.

“Quem nunca brincou ao som das cantigas de roda que fizeram parte de nossa infância e ainda povoam o imaginário da criançada?”, questiona o Maestro Rodrigo Toffolo, apontando que Cantigas de Bem Querer é um espetáculo muito divertido direcionado a toda a família, especialmente às crianças que se encantam com as travessuras de Tatá e Lili.

 

Orquestra Ouro Preto e Orquestra Jovem do Sesc

No concerto do dia 11, os alunos e alunas da Orquestra Jovem do Sesc – formada por crianças e jovens da rede pública de ensino – juntam-se aos músicos e musicistas profissionais da Orquestra Ouro Preto, em um concerto especial.

 

Dados dos Concertos

Domingos Clássicos

Dia: 11 de Outubro

Horário: 11h

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium

Ingressos: R$5 (inteira) e os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor da inteira.

Lotação: 1321 lugares

 

Cantigas de Bem Querer no MM Gerdau

Dia: 15 de Outubro

Horário: 19h

Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal (Praça da Liberdade)

Ingressos: Distribuição gratuita

Lotação: 300 lugares

 

Por Saulo Rios

 

Orquestra Ouro Preto faz apresentação em Belo Horizonte

Por | Sem categoria | Sem Comentários

No dia 15 de novembro (sábado), a Orquestra Ouro Preto volta a Belo Horizonte para apresentação única. O concerto é gratuito e acontece às 11h, no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, localizado à Praça da Liberdade. 

Com a regência do Maestro Rodrigo Toffolo, o repertório transita entre composições nacionais, latino-americanas e estadunidenses. Dentre essas, destaque para a Suíte Americana com arranjos sobre temas tradicionais da música popular e de concerto dos Estados Unidos como Amazing Grace, Rhapsody in Blue e Singin’in the Rain. 

Dobrado Dois Corações (Pedro Salgado) compõe o repertório nacional, com arranjo do violinista Mateus Freire. E o compositor argentino Rufo Herrera – membro fundador da Orquestra Ouro Preto -, faz participação especial no concerto ao bandoneon, assinando arranjos para os tangos El Choclo (Ángel Villoldo), La Cumparsita (Gerardo Matos Rodríguez) e Libertango (Ástor Piazzolla).

Encerrando o espetáculo, Máquina de Escrever, composição de Leroy Anderson que ficou conhecida pela famosa cena do filme “Who’s Minding The Store?” (1963), em que o comediante Jerry Lewis toca uma máquina de escrever imaginária. 

A Orquestra Ouro Preto conta com o patrocínio da Gerdau, Petrobras, Prefeitura Municipal de Ouro Preto e apoio da Gasmig. 

Orquestra Ouro Preto registra músicas de Vivaldi em trabalho inédito no Brasil

Em Outubro, a Orquestra Ouro Preto gravou obras do compositor italiano Antonio Vivaldi. O cenário das gravações foi MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal que integra o circuito cultural da Praça da Liberdade. Com lançamento previsto para o início do próximo ano, quando a Orquestra completa 15 anos de atividades, o DVD teve direção de João Flores (Alicate.tv), com concepção e roteiro de João Flores e Maestro Rodrigo Toffolo e produção de gravação, edição, mixagem e masterização do Engenheiro de Som alemão Ulrich Schneider. 

No projeto, Vivaldi e o universo da música barroca são reverenciados. Formado por nove mini-concertos, Concerto para Orquestra de Cordas remete ao trabalho de Vivaldi como professor de Música e Mestre de Violino na “Ospedalle della Pietá”, localizada em Veneza. Rodrigo Toffolo aponta que escolha do repertório vincula-se a uma das linhas de atuação da Orquestra Ouro Preto, que diz respeito à universalidade da música, tendo como base a música de concerto. “Concerto para Cordas ganha, pelas mãos da Orquestra Ouro Preto, registro inédito no Brasil”, comenta Rodrigo, dizendo ainda que o DVD sugere um passeio pelos espaços do Museu, que foi inaugurado em 2013.

Texto: Andrezza Lima e Lara Cúrcio

Foto: Nathalia Torres