Tag

Portugal

Valencianas – Alceu e OOP apresentam espetáculo em Portugal

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo e Alceu Valença como solista nos vocais, o cantor e compositor pernambucano se junta à Orquestra Ouro Preto para dois concertos em Portugal nos próximos dias  19 e 20 de Janeiro nas cidade do Porto e Lisboa, respectivamente. Antes, no dia 17 de Janeiro, a Orquestra Ouro Preto faz apresentação em Tomar, cidade localizada na região central de Portugal. 

Gravado ao vivo no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte,VALENCIANAS recria o cancioneiro de Alceu Valença, celebrando seus 40 anos de carreira, com arranjos inéditos de parte significativa de sua obra para música de concerto.

Fenômeno de vendas, o CD e DVD Valencianas alcança números expressivos. Pouco depois de seu lançamento, chegou a ficar 6º lugar em download no ITunes mundial (a frente do mais recente álbum do ColdPlay) e primeiro lugar na categoria MPB, aparecendo também, entre os singles, nos 20 primeiros com La Belle de Jour/Girassol (2º lugar), Anunciação (3º), Tropicana (6º) e Coração Bobo (16º). Nas lojas brasileiras, a venda física continua, com milhares de exemplares vendidos.

Agora chegou a vez da Europa conhecer o trabalho de sucesso. As apresentações em Portugal marcam o lançamento de Valencianas no mercado fonográfico europeu. “A expectativa é grande. Tenho muitos fãs na Europa que sempre acompanharam minha carreira. Agora ao lado da Orquestra Ouro Preto, terei a oportunidade de mostrar ao público uma nova faceta de meu trabalho”, comenta Alceu.

Valencianas

As Valencianas foram concebidas tendo como referência a biografia musical de Alceu e explora particularidades que tornaram a obra do cantor um marco na história da música popular brasileira. Assim, guitarra, violão, baixo elétrico, bateria e percussão dialogam com instrumentos típicos da sonoridade nordestina como sanfona, zabumba, tampa de panela, rabeca e marimbau que, por sua vez, unem-se a uma orquestra de cordas. 

A partir dessa miscelânea, canções como Belle Du Jour, Coração Bobo, Tropicana, Anunciação, Sino de Ouro e Porto da Saudade ganharam contornos orquestrais. Destaque também para a Suíte Valenciana, peça composta por referenciais sonoros que buscam revelar o imaginário poético e musical de Alceu. Os arranjos ficaram a cargo do violinista Mateus Freire.

O espetáculo começou a ser preparado em 2010, quando o maestro e o compositor foram apresentados, em Ouro Preto, por um amigo em comum: o editor Paulo Rogério Lage, que há tempos acalentava proporcionar contornos orquestrais ao cancioneiro de seu compadre Alceu.

No verão de 2012, o maestro Rodrigo Toffolo e o arranjador e violinista Mateus Freire foram novamente ao encontro do homenageado, desta vez em Olinda, e voltaram com mais de quarenta músicas na bagagem, sugeridas pelo próprio Alceu. Dentre estas, 13 foram escolhidas para compor o repertório de Valencianas.

Orquestra Ouro Preto 15 anos

Além das apresentações ao lado de Alceu Valença, o grupo regido pelo Maestro Rodrigo Toffolo, faz concerto gratuito em Tomar, dentro da programação da tradicional Festa dos Tabuleiros. O concerto acontece no Convento de Cristo, com repertório baseado na Latinidade, umas das referências de trabalho da OOP ao longo de mais de uma década de atividade.

É a segunda vez que a OOP excursiona por terras portuguesas. Antes, em 2011, o grupo, em parceria com a Missão do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa / CPLP, realizou a Turnê Países e Comunidades de Língua Portuguesa, divulgando a música de concerto latina contemporânea em cinco apresentações em Portugal e uma em Santiago de Compostela, região da Galícia.

Em 2015, a turnê por Portugal marca o início das comemorações dos 15 anos da Orquestra Ouro Preto. “Atingimos nossa maioridade e estamos preparando uma programação de relevância para celebrar este marco. Além dos concertos de lançamento de Valencianas na Europa e a apresentação em Tomar, preparamos muita coisa legal para o ano: lançamentos de CDs e DVDs, a projetos especiais ao lado de artistas de renome, turnês nacionais e concertos regulares em Belo Horizonte”, conclui Rodrigo.

Texto: Saulo Rios

Arte: Divulgação