Tag

Sesc Palladium

Orquestra Ouro Preto e Sesc Palladium recebem Nelson Ayres

Por | Sem categoria | Sem Comentários

A edição de setembro da Série Domingos Clássicos, parceria entre o Sesc Palladium e a Orquestra Ouro Preto, recebe um convidado especial: Nelson Ayres. O concerto, que terá regência do Maestro Rodrigo Toffolo, será realizado no dia 13 de setembro, às 11h, no Grande Teatro do Sesc Palladium. A apresentação tem ingressos a preços acessíveis, R$5 (inteira) – trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor.

Reconhecido como uma das personalidades mais importantes da música instrumental brasileira contemporânea, o compositor, regente e pianista Nelson Ayres tem seu nome ligado a trabalhos de grandes referências da música popular brasileira e mundial, como Benny Carter, Dizzie Gilespie, Chico Buarque, Vincíus de Moraes, Edu Lobo, Gal Costa, Milton Nascimento, Ron Carter e Airto Moreira.

A apresentação une a excelência e versatilidade da Orquestra Ouro Preto, ao legado musical de Nelson Ayres, na estreia mundial de concerto para piano e orquestra de cordas, propondo o transito entre os universos da música popular e erudita, combinação marcante na biografia da formação mineira e do pianista paulista.

Ingressos disponíveis no site do Sesc Palladium.

Por Saulo Rios


Sesc Palladium e OOP promovem Série Domingos Clássicos no dia das mães

Por | Sem categoria | Sem Comentários

Neste mês, o Sesc Palladium dá continuidade à Série Domingos Clássicos, uma parceria entre o centro cultural e a Orquestra Ouro Preto, regida pelo Maestro Rodrigo Toffolo. Após o sucesso do primeiro concerto da série, a apresentação de Maio acontece no dia 10, às 11h, homenageando o Barroco e o Classicismo, períodos marcantes na história da música erudita e que revelaram importantes compositores. A apresentação terá ingressos a preços acessíveis, R$5 (inteira) – trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor.

O repertório do domingo que celebra o Dia das Mães, abrange especificidades e dialogismos de épocas, compreendendo obras de três dos mais significativos compositores da história da música: o barroco de Antonio Vivaldi (1678 – 1741), e o classicismo de Joseph Haydn (1732 – 1809) e Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791). “No segundo concerto da série, vamos abordar obras que exemplificam maneirismos e estilísticas dos períodos barroco e clássico, tendo como referência compositores símbolos de seus tempos”, comenta Rodrigo Toffolo.

Para esta edição, a Orquestra Ouro Preto conta com a presença de convidados de prestígio: os solistas Hugo Pilger (violoncelo) e Eduardo Hazan (piano).

A Série Domingos Clássicos prevê a ocupação do Grande Teatro do Sesc Palladium a cada segundo domingo do mês, até dezembro deste ano. Com isso, o Sesc Palladium dá continuidade às ações de democratização e valorização da música de concerto.

A iniciativa é uma realização do Sesc, com curadoria de Rodrigo Toffolo e Marcos Souza e produção do Atelier Cultural e do Instituto Ouro Preto.


Sesc Palladium e Orquestra Ouro Preto apresentam Série Domingos Clássicos

Por | Sem categoria | Sem Comentários

O Sesc Palladium inaugura no dia 12 de abril, às 11h, a Série Domingos Clássicos, uma parceria entre o centro cultural e a Orquestra Ouro Preto, regida pelo Maestro Rodrigo Toffolo. A iniciativa prevê a ocupação do Grande Teatro do Sesc Palladium a cada segundo domingo do mês, de abril a dezembro. As apresentações terão ingressos a preços populares, R$5 (inteira) – trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 15% de desconto no valor. Com isso, o centro cultural dá continuidade às ações de democratização do acesso e valorização da música clássica. A Série Domingos Clássicos é uma realização do Sesc, com curadoria de Rodrigo Toffolo e Marcos Souza e produção do Atelier Cultural e do Instituto Ouro Preto. 

Para dar início a essa parceria, a Orquestra Ouro Preto convida Antônio Nóbrega, em uma homenagem a Ariano Suassuna e o Movimento Armorial.  Considerado um dos mais completos artistas da atualidade, Nóbrega é um marco na música brasileira, responsável por inserir um novo modo de conceber e tratar o som, com foco na busca pelas raízes da música genuinamente nacional. 

Instrumentista, cantor, bailarino e compositor, a obra de Nóbrega funde-se a diversos aspectos da cultura do país, especificamente a do nordeste, surpreendendo pelas possibilidades sonoras e poéticas do corpo. No repertório, a entrada para este ambiente sonoro se dará pelas mãos de um importante compositor e colaborador da arte armorial. Três Peças Nordestinas, assinada por Clóvis Pereira (1932 – ), serão apresentadas pela primeira vez em Minas Gerais. O repertório conta ainda com obras de Capiba (1904 – 1997) e César Guerra-Peixe (1914 – 1993).

A obra de Nóbrega também será reverenciada no espetáculo. Por meio da dança, da voz e do violino, o artista interpreta, ao lado da Orquestra, peças como Mateus Embaixador, Canjiquinha, Despedida, Tirando a Casaca e Galo de Ouro que oferecem um mergulho profundo no cancioneiro do artista pernambucano. 

Texto: divulgação